Imprensa Jovem do Tenente Aviador na Bienal do Livro 2016

O grupo da Imprensa Jovem da escola Tenente Aviador visitou pela primeira vez a Bienal do livro para descobrir um pouco mais sobre o evento.

02/09/2016

Nós, da imprensa jovem da escola Tenente Aviador, no dia 02 de setembro de 2016, visitamos a Bienal do Livro. Fizemos essa visita com base em um trabalho de telejornalismo que fizemos dentro da escola. Esse trabalho se resumiu em fazer entrevistas com as pessoas da escola, sobre livros, literatura e jovens escritores para aprendermos mais sobre o telejornalismo.

A equipe pôde, pela primeira vez, visitar a Bienal do livro para uma cobertura sobre a literatura. Além de realizarmos muitas entrevistas divertidas e empolgantes, também pudemos ter uma ótima experiência e ideias que usaremos futuramente. Entrevistamos pessoas sensacionais que têm uma ótima formação e que nos deram a oportunidade de os conhecer e explorar melhor seus trabalhos.

Encontramos pessoas incríveis, autores com um ótimo trabalho, atores que viraram escritores recentemente, muitos visitantes e pessoas que mostram seu trabalho com muito amor e dedicação, como contadores de histórias, youtubers ou palestrantes, entre outros. Não tivemos muito tempo, mas o tempo foi suficiente para vermos um pouco de tudo para depois conhecermos melhor.

bienal16_02set_emeftenenteaviador_entrevistadaleticiakuerten_reportermariana_arthur
Letícia Kuerten falando sobre seu livro aos repórteres Mariana Fonseca e Arthur Lopes

Nossa primeira entrevista foi com os contadores de história da Cia. Prosa dos Ventos, com Élcio Rodrigues e Helena Ritto. Eles falaram um pouco do trabalho deles, a formação profissional, os planos futuros para a companhia, há quanto tempo eles fazem esse trabalho, em que lugares eles apresentam suas histórias e as redes sociais em que estão presentes. É um trabalho muito interessante voltado principalmente para crianças. Eles contam histórias infantis com bonecos de fantoche e outros instrumentos de trabalho.

Participam também do programa Quintal da Cultura, do canal Cultura, que é um programa com variações de brincadeiras e divertimentos para crianças. Nós da equipe estávamos muito nervosos por conta de ser nossa primeira entrevista da imprensa jovem, mas correu tudo bem.

A segunda entrevista foi com a Thalita Rebouças, uma jornalista e escritora, que escreve livros diretamente para jovens. Conversamos muito sobre seu trabalho, como é ser uma escritora conhecida entre os jovens, quais foram seus últimos trabalhos, e como ela se sente alcançando tantas pessoas com sua escrita. Uma pessoa maravilhosa e com um ótimo humor. Acompanhamos ela até o estande da Submarino, e lá pudemos ver a reação dos fãs ao avistar uma escritora que faz um trabalho que é parte da sua leitura. Thalita recebeu muitos elogios, pedidos de autógrafos, fotos e, claro, uma coisa que não podia faltar, atenção.

A nossa terceira entrevista, foi com o escritor José Jurandir, que é um escritor de um livro que se chama Diga Giz. Este é um livro conhecido como o livro do educador. Esse livro dá instruções e dicas de como ter uma boa formação na área de educação. O livro foi escrito juntamente com Fernando Adoka com o objetivo de formar um bom professor e melhorar a educação. No decorrer da entrevista, ele comentou sobre sua formação, seus projetos, seus planos futuros, e também comentou sobre o livro. Além disso, ele citou uma frase que ele diz achar essencial. A frase diz o seguinte: “A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo”. – Nelson Mandela. A interpretação dessa frase, quer dizer mais ou menos, que sem educação não há nada. A educação é a chave do conhecimento do mundo.

A quarta e ultima entrevista, foi com a Leticia Kuerten, uma escritora de livros infantil, ela estava na bienal apresentando o livro Vou Brincar, um livro para crianças, que é uma caixinha de brincadeiras. Esse livro tem um regulamento de dificuldades entre as brincadeiras. Há cartões vermelhos, que são as brincadeiras mais difíceis, os cartões amarelos, que são as brincadeiras medianas, e os cartões verdes, que são as brincadeiras mais fáceis. Ela cita ter escrito esse livro em homenagem aos dois filhos gêmeos de 13 anos que possuem uma doença chamada paralisia cerebral. Esse livro ajuda a criança desenvolver mais a coordenação motora, e outros sentidos e funções do corpo. O livro também tem como intenção dar experiência para as crianças, e também dicas de brincadeiras em geral.

As duas últimas entrevistas foram feitas no estúdio da rádio do projeto Imprensa Jovem, da Prefeitura de São Paulo.

bienal16_02set_emeftenenteaviador_entrevistadojosejurandir_reportermariana_arthur
Autor José Jurandir, do livro DigaGiz, em entrevia no estúdio da rádio Imprensa Jovem com os repórteres Mariana Fonseca e Arthur Lopes

A experiência para nós da equipe da imprensa jovem foi um presente. Foi muito bom aprender coisas novas, sentir-se como um repórter profissional, e também receber os elogios dos entrevistados e do público em geral que estava na feira. Isso nos deu ainda mais curiosidade de aprender coisas novas. Foi a nossa primeira vez no imprensa jovem, o que nos deu uma certa insegurança no início, o medo errar, de falar algum dado ou nome errado, isso deu um medo. Mas, logo após chegarmos e ver que isso era mais uma forma de se divertir, a tensão foi passando e aos poucos ficamos mais seguros com nosso trabalho.
Esperamos ter feito um bom trabalho e ter dado um bom proveito a todo o esforço que tivemos durante aquelas horas. Queremos ter mais oportunidades de voltar e fazer um novo trabalho, novas metas para cada vez cumprimos mais aprendizados.

Queremos agradecer pela oportunidade e o acréscimo de experiência que tivemos com todo pessoal, com a equipe tanto da imprensa jovem, quanto da nossa equipe também, os professores, produtores e todos que trabalharam nas entrevistas. Foi uma ótima experiência e um bom aprendizado que iremos levar por toda nossa vida.

bienal16_02set_emeftenenteaviador_equipeimprensajovem
Equipe Imprensa Jovem Tenente Aviador
EMEF TEN. AVIADOR FREDERICO GUSTAVO DOS SANTOS
Imprensa Jovem
Professor Bruno
Mariana Fonseca – Repórter
Arthur Lopes – Repórter
Letícia Malaquias – Fotógrafa
Lucas Kodji – Câmera Man
Lucas Cunha – assistente
Anúncios

EMEF Pegoraro entrevista Francis Manzoni sobre a criação do jogo “monte seu livro”

A equipe de educomunicação da EMEF Padre José Pegoraro entrevistou o senhor Francis Manzoni, coordenador editorial das Edições SESC São Paulo, nesta última sexta-feira, 02 de setembro, durante a Bienal Internacional do Livro.

02/09/2016

A proposta das Edições SESC São Paulo foi de mostrar ao público como um livro é produzido, desde sua criação até sua venda, uma das ações foi o jogo “monte seu livro”, onde a ideia era aprender sobre as diversas partes de um livro, de uma forma leve e divertida.

JP – Como surgiu a ideia de fazer um jogo para a Bienal?

FM – Esse game foi feito pelas redes sociais, um grupo de pessoas, eu fui uma delas, o Jefferson que não está aqui, e mais algumas pessoas da editora, tiveram a ideia de fazer um jogo para a Bienal do Livro, que fosse uma brincadeira, mas que ao mesmo tempo ensinasse para as pessoas o nome de algumas partes do livro, por exemplo: capa, miolo, índice… e toda a parte de criação de um livro, para as pessoas entenderem como é que um livro é construído dentro de uma editora. Só que isso feito de uma forma leve: conforme ela vai jogando vão aparecendo uns balões com as informações, então é uma brincadeira, mas ao mesmo tempo é um jogo educativo.

JP – Quanto tempo demorou para fazer esse jogo? Como foi o processo?

FM – Foi neste ano, acho que há uns dois ou três meses atrás, nós convidamos uma empresa que cria jogos chamada Usina Animada, passamos as ideias para eles e eles criaram o jogo para gente. Primeiro a gente teve as ideias e depois de uma série de propostas, a gente quis falar sobre as partes do livro que a gente queria que as pessoas conhecessem. Então acho que todo mundo que joga sai sabendo alguma coisa diferente sobre as partes do livro.

EMEF PADRE JOSÉ PEGORARO
Imprensa Jovem
Professores Renata Ribeiro Yamaguti e Carlos Alberto Ribeiro Amorim
Lara Eva Alves Soares – redação e fotografia
Ruan Pablo Rodrigues Araújo – redação e fotografia
João Victor Souza Abdala – entrevista e edição
Wesley Rafael Rodrigues da Costa – áudio e edição
Gustavo Feitosa Teixeira – filmagem e edição

O encanto de Mauricio

Turma da Mônica faz festa para seu “pai” Mauricio de Souza, na abertura da 24ª Bienal Internacional do Livro.

26/08/2016

Com o tema “história em todos os sentidos” o evento abriu as portas do mundo literário ao público (26/08), e para explorar esse mundo, nada melhor que começar com as histórias em quadrinhos, e ninguém melhor do que o cartunista, desenhista e escritor Mauricio de Sousa, que todo simpático nos concedeu uma breve entrevista.

bienal-emefaltinoarantesencontrocom-mauriciodesousa

Causando euforia por onde passou, o criador da turma da Mônica se encantou pelo Imprensa Jovem e fez questão de falar com a gente. E em primeiríssima mão Mauricio anunciou que a turma mais querida de todos os tempos, terá um revista inteiramente dedicada as novas tecnologias, e terá um diálogo próximo com os leitores internautas.
E antes de encerrar ele deixa um conselho aos jovens: “Os jovens têm que dividir seu tempo entre games e redes sociais com a leitura de livros e a escrita”.

whatsapp-image-2016-08-26-at-18-51-31

Encantado com uma das nossas integrantes, Mauricio brincou: “Adorei essa gente grande aqui”.

EMEF Professor Roberto Mange
Imprensa Jovem
Professora Vilma Nardes
Gabryel Diaz – Repórter

Público Jovem domina a Bienal 2016

Público jovem é maioria na Bienal 2016 atrás de seus livros favoritos e de seus youtubers.

29/09/2016

Na Bienal deste ano, o que mais chamava a atenção nestes primeiros dias de evento, é a quantidade de jovens circulando nos estandes. Na grande maioria eram adolescentes que acompanham obras literárias famosas e alternativas, que sabem, inclusive, o estilo dos autores e a época dos próximos lançamentos. Uma prova de que o público teen não só está lendo mais, como também está cada vez mais interessado em seus autores e obras preferidas.

bienal2016emefnaokisumita
Kéfera comentando sua publicação “tá gravando e agora?” e sobre seu futuro filme.

Outro fator que explica essa grande demanda de jovens foi à presença de youtubers no evento. Esta foi uma das alternativas encontradas pela organização da bienal para tentar driblar a crise, o qual aparentemente funcionou, pois a todo o momento que se anunciava a chegada de fenômenos da internet como: Kéfera Buchuman, Rezende, Lucas Rangel, Christian Figueiredo, Maju Trindade, Larissa Manoela, Maísa Silva, entre outros o público enlouquecia até senhas foram distribuídas para controlar a multidão e o assédio aos youtubers.

A maioria dessas personalidades da internet foram a bienal com o intuito de divulgar suas obras e estas por sua vez acabaram sendo as mais procuradas nos estandes deste ano, apesar das expectativas das vendas terem ficado bem abaixo do esperado se comparada a Bienal de 2014 que teve vendas alavancadas pela febre dos livros de pintura como confessou uma funcionária da Saraiva.

Mas para o jovem leitor, o evento continua sendo a oportunidade de aproximação dos seus autores favoritos e de conhecer muitos outros, de terem acesso as suas obras prediletas a preços mais favoráveis além de terem mais uma oportunidade cultural e de entretenimento na cidade. Com tantos atrativos a Bienal sempre pode contar com o fiel público jovem lotando seus espaços a espera de novidades.

img_0025
O youtuber Pedro Rezende, respondendo as perguntas de suas fãs.

EMEF DR. JOÃO NAOKI SUMITA
Imprensa Jovem

Professora Camila Fagaraz Navarro
Arian – Pauta/Reporter
Luiz Gustavo – Repórter
João Victor – áudio/Filmagem
Nataly – Edição
Ana Luiza – Pauta/Edição

Pelos corredores da Bienal Internacional do Livro

A Imprensa Jovem do Zaca estava na bienal e passeando pelos corredores encontrou muita gente legal…

02/09/2016

Estivemos na bienal deste ano e “passeando” pelos corredores encontramos muita gente legal. Nossa primeira conversa aconteceu com Marcelo Carvalho, que havia chegado à bienal naquele momento. Ele estava empolgado em ver tantos jovens comprando livros. Nos deu a sugestão de ler algum livro de José Saramago.

Logo em seguida, encontramos o ex-professor Eduardo Matos, que estava expondo seu “Diário de Viagem”, um pequeno caderno para fazer anotações de viagens, colar tíquetes, fazer desenho. Sua inspiração foi em uma de suas viagens e teve a ideia de registrar. Com essa ideia ele criou seu “caderninho”.

Conversamos com uma senhora que estava visitando a bienal pela primeira vez. Era a dona Aparecida do Carmo nos disse que gostava “muuuito de ler” e que estava encantada com sua visita.

Pelos corredores encontramos a escritora Ceiça Schettini, que escreveu diversos livros sobre felicidade. Estava expondo os livros “A Felicidade é uma escolha” e “Energia e Bom Humor”. Ela nos contou que um dos seus livros foi adotado por uma professora de uma escola de Belo Horizonte (MG), para os alunos dos 6ºs. anos. A escritora ficou entusiasmada com o trabalho realizado pelos alunos da imprensa jovem.

Assim estavam os corredores da bienal, muita correria, muita gente, muitos livros, muito e muito…

Finalizamos nosso trabalho entrevistando Carlos Lima, o idealizador das “imprensas jovem”, que nos falou sobre o envolvimento de cada equipe e a certeza de um grande trabalho.

Agora, vamos esperar a próxima, em 2018!

EMEF MAURO FACCIO GONÇALVES – ZACARIA
Imprensa Jovem
Professor Douglas Ferreira Tomé
João Vitor Chiguera lima – Camêra/Filmagens
Giovanna Borges da Silva – Repórter Entrevistadora
Brenda Soares de Souza – Repórter Entrevistadora
Lucas campelo da Silva Lopes – Camêra/Filmagens
Stela Gomes Freitas – Repórter Entrevistadora

Conexão Teen na 24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo

No dia 31/08/2016 a imprensa jovem Conexão Teen da EMEF. Des. Sebastião Nogueira de Lima esteve na 24ª Bienal Internacional do Livro, no pavilhão do Anhembi em São Paulo, entrevistando a Secretária de Educação Nádia Campeão.

31/08/2016

A 24ª edição da Bienal Internacional do Livro de São Paulo é um evento que possibilita a população a ter um contato direto com quem escreve, quem divulga, quem cria e principalmente com outros leitores.

No dia 31 de Agosto de 2016, A Diretoria Regional de Ensino da Freguesia do Ó esteve representada pelas escolas da região com suas equipes de imprensa jovem. A equipe de repórteres mirins CONEXÃO TEEN da EMEF. Desembargador Sebastião Nogueira de Lima entrevistou a Secretária de Educação Nádia Campeão que falou sobre a importância desse evento.

A repórter Gabriela Santana registrou que segundo a secretária “é importante o incentivo à leitura e que a rede municipal proporciona diversos programas neste sentido como redes de bibliotecas, salas de leitura, encontros literários, academia estudantil de letras e visitas as bienais”. A secretária de Educação frisou que a leitura faz com que o leitor se aproprie de vivências, experiências, pesquisas e criações de quem escreve e que transcendem as gerações.

A equipe Conexão Teen formada pelos alunos Gabriela Santana, Gabriela Lucena, Rita de Cassia, Maria Letícia, Juan Gabriel, e Lucas Florentino produziram as reportagens, bem como as edições e postagens. “Foi uma experiência muito importante para o nosso aprendizado” destacou a aluna Rita de Cássia que também escreve e sonha em ser escritora.

Vídeo da entrevista: https://youtu.be/GJ-2Ns4NJes

whatsapp-image-2016-08-31-at-08-31-44

EMEF DES. SEBASTIÃO NOGUEIRA DE LIMA
Equipe Imprensa Jovem
Professora Meire de Fátima Moralez
Gabriela Santana – Repórter
Gabriela Lucena – Repórter
Rita de Cassia – Filmagem e Edição
Maria Letícia – Redação e Edição
Juan Gabriel e Lucas Florentino – Fotografia