Manual de Cobertura Bienal do Livro

1. Apresentação

O projeto Agência de Notícias Imprensa Jovem é desenvolvido nas escolas municipais desde 2005.  Atualmente conta com 150 equipes com participação de alunos do Ensino Fundamental e Médio, Educação Infantil e da Escola de Educação Bílingue para Alunos Surdos.

“O aluno que participa do projeto é chamado de “aluno repórter” e na educação infantil é chamado de “repórter mirim”. Durante a cobertura dos eventos, os alunos produzem entrevistas, fotos e vídeos para a reportagem e a redação jornalística.

O participante do Imprensa Jovem deverá desenvolver a cobertura jornalística seguindo os parâmetros da Educomunicação que têm como propósito:

  • Desenvolver o protagonismo infantojuvenil;
  • Participar de forma colaborativa e responsável;
  • Promover o diálogo e a comunicação do jovem com o jovem e sua comunidade.

A Educomunicação é uma área de conhecimento de intersecção entre a Educação e a Comunicação. Nela projetos educomunicativos são desenvolvidos a partir da releitura das vivências locais e sociais. Esses projetos se materializam em um universo midiático como, por exemplo, a rádio escolar, a produção de vídeo, a fotografia, blogs, redes sociais, fanzines, história em quadrinhos e a própria Imprensa Jovem. Na Secretaria da Educação esses projetos fazem parte do Programa Nas Ondas do Rádio.

O Programa Nas Ondas do Rádio é desenvolvido nas escolas há mais de uma década. Conhecido também como Educom.Rádio, o projeto influenciou a criação da lei Educom, nº 13.941 em 2004, que impulsionou o desenvolvimento da Educomunicação  nas escolas públicas municipais.

Agora que você sabe um pouco mais sobre o projeto Imprensa Jovem, vamos conhecer o evento  de que você irá participar.

2. Imprensa Jovem na Bienal

A Bienal Internacional do Livro é um evento tradicional entre as coberturas jornalísticas do Imprensa Jovem e desde 2005 se faz presente. Este ano estamos participando pela 6ª vez e com participação cada vez maior em número de equipes e alunos.

A primeira cobertura em 2005 foi realizada pela escola EMEF Fernando Gracioso com 5 alunos do projeto Educom. Na última edição de 2014 participaram 30 unidades escolares. Neste ano serão 80 equipes de escolas do Ensino Fundamental, Educação Infantil, Escola Bilíngue para Alunos Surdos e Centro de Educação de Cultura Indígena.

Serão ao todo quase 600 alunos repórteres que participarão dos 10 dias do evento!!

A estrutura será composta por um estúdio de rádio para realização de reportagens e entrevistas ao vivo e acesso aos ambientes de produção de conteúdos da Imprensa Oficial (Sala de Imprensa). Esses ambientes estarão disponíveis para o trabalho de reportagem das equipes.

3. Atividades principais do Imprensa Jovem

Cada equipe tem o seu jeito de realizar a cobertura. Não temos a intenção de intervir, afinal de contas, o valor da cobertura é o que a equipe está pensando desenvolver. Seja qual for o tema que deseja abordar em suas reportagens e a mídia na qual deseja produzir os conteúdos, a produção é da equipe.

A proposta da cobertura Imprensa Jovem é oferecer espaço para o desenvolvimento das reportagens e dar visibilidade aos conteúdos produzidos pela equipe. Por isso, pretendemos desenvolver duas ações de cobertura:

Entrevistas no estúdio de rádio

Trata-se da realização de entrevista no estúdio de rádio no estande da Secretaria da Educação. Esse trabalho deverá ser realizado por uma equipe de alunos exclusivamente dedicados a esta atividade. As entrevistas serão agendadas previamente e as equipes poderão acompanhar e produzir suas matérias  por meio de uma agenda e formulário de entrevistas que teremos à disposição.

As entrevistas serão divulgadas no podcast oficial do Imprensa Jovem 10 com tratamento e edição  que  poderão  ser  realizados  no estúdio de produção e  utilizando recursos como 0 software  Audacity  e o  podcast   Soundcloud.  As equipes poderão criar uma playlist de suas entrevistas.

Produção de matéria jornalística para o site da prefeitura de São Paulo.

Cada equipe deverá produzir uma matéria jornalística para publicar no site da prefeitura de São Paulo. Esta matéria deverá seguir os seguintes parâmetros:

  • 4 parágrafos (80 palavras por parágrafo);
  • Até 3 fotos  (aproximadamente 1 megabyte cada);
  • Texto produzido coletivamente;
  • Pode incluir entrevista em áudio ou vídeoreportagem.

O deadline, ou seja, o prazo final para entrega da matéria é 30 minutos antes da equipe deixar a Bienal.

4. Ambientes de postagens de conteúdos

Os ambientes de postagens de conteúdo jornalístico produzidos na cobertura são virtuais e foram   criados  para   permitir  a  socialização  pela   internet.   Funcionam   tanto    como repositório  quanto espaço de divulgação. Eles são ambientes colaborativos comunitários.

As matérias produzidas e escolhidas pela equipe devem ser enviadas pelo formulário abaixo: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdq6cqy_wPFMVxgvDx83EHtbgsZ6HvHakb68szFA-dltzJBOg/viewform

5. Postagem no Blog Oficial do Imprensa Jovem e nas Redes Sociais

Todas as equipes deverão socializar suas produções no blog oficial do Imprensa Jovem 10 (https://imprensajovem10.wordpress.com) .

Isto permitirá visibilidade da cobertura além de registro das atividades.  Para postar no blog acesse o endereço: https://wordpress.com/wp-login.php

Vocês também poderão usar o ambiente do Soundcloud para publicar os podcasts e criar suas playlist.: https://soundcloud.com/pcmus

As postagens nas Redes Sociais deverão ser acompanhadas da HASTAG #IMPRENSAJOVEMNABIENAL

*os logins e senha dos ambientes acima serão enviados por email no Manual de Cobertura.

6. Dicas para cobertura do evento

Entrevistas

Em grandes eventos é difícil estabelecer quem será entrevistado. O ideal seria conseguir agendar a entrevista com antecedência no dia e horário dentro do período estabelecido pela sua cobertura.  No entanto, há que considerar que a atividade será uma vivência de descoberta e por isso é importante a preparação prévia dos temas que serão desenvolvidos no evento para ajudar a criar uma base de conhecimento que permitirá ao aluno desenvolver sua atividade de aluno repórter.

A conjuntura social do tema na sociedade também pode ser uma fonte de inspiração para produzir bons questionamentos, não só para os protagonistas do evento, mas também para os visitantes, organizadores e profissionais presentes.

É importante saber que o questionamento deverá orbitar na curiosidade e no interesse do aluno e não na imposição de questionamentos preparados pelos professores ou outras pessoas.

No evento você vai encontrar alguns tipos de agentes:

  • Os protagonistas;
  • Os organizadores;
  • Os visitantes;
  • Os visitantes ilustres.

Os protagonistas

São responsáveis pela apresentação das suas produções. Para este público sugerimos questionamentos sobre seu trabalho, o que influenciou suas obras, qual sua opinião sobre o tema do seu trabalho na sociedade.

Os organizadores

São responsáveis pela organização do evento, de um estande, de uma ação no evento. Perguntas do tipo qual a sua expectativa em relação ao evento, como foi desenvolvido, qual a importância do evento, vão ajudar a trazer informações para entender como foi concebido o evento.

Visitantes comuns

É a plateia do evento. Vale a pena perguntar qual é a opinião em relação ao evento como um todo ou algo que mais chamou a atenção. É o público que poderá oferecer um feedback do evento.

Pessoa pública

São autoridades, artistas, comunicadores. Neste caso, pode-se desenvolver questionamentos similares às pessoas comuns e aprofundar com projetos.

Profissionais

São os trabalhadores, prestadores de serviço, profissionais da comunicação entre outros que atuam diretamente no evento.  Para este público, vale a pena perguntar sobre os desafios profissionais de participar do evento. Obviamente quando maior status de responsabilidade, mais aprofundados podem ser os questionamentos.

Essas são sugestões de abordagem em entrevistas que as equipes poderão utilizar para desenvolver a cobertura jornalística.  Porém nada melhor que o senso de curiosidade de investigação dos alunos com perguntas criativas e bem elaboradas, até mesmo durante o evento.  Seja como for, essas são algumas ideias.

Questões abertas e fechadas

Evite questões fechadas. Se precisar usar, use com moderação.

Exemplo: Você gostou do evento?

Resposta : Não!

Prefira questões abertas, pois elas podem oferecer oportunidade do entrevistado desenvolver respostas mais aprofundadas e isto poderá proporcionar maior conteúdo informativo.

Exemplo:

Pode dizer o que mais chamou a sua atenção no evento ?

Resposta : Muito além do sim ou não

7. Preparação para êxito na cobertura jornalística

  • Estude o evento. Entre no site, busque informações em outras fontes como por exemplo blogs especializados e sites de notícias.
  • Organize as tarefas e rotinas da equipe. Não deixe para decidir no evento.
  • Tenha os telefones de contato e operadoras de todos que possam facilitar o seu trabalho de cobertura.
  • Crie metas de reportagem. Foque sua cobertura, do contrário você não terá tempo para divulgar uma só reportagem com tanto material para escolher.
  • Não perca o time da reportagem. Se demorar demais para publicar sua matéria perderá o sentido de notícia, ou seja, de novidade.
  • Ao chegar no evento não se disperse. Aguarde um representante da organização sempre na entrada destinada à Imprensa.
  • Respeite os pontos de encontros tais como locais e horários estabelecidos para reunir a equipe.
  • Aja com polidez assim como agiria em qualquer situação social.
  • Nunca entreviste uma pessoa olhando para outro lugar que não seja o entrevistado. Lembre-se: olho no olho é importante.
  • Informe ao entrevistado onde será publicada a entrevista, se possível tenha um endereço de e-mail do projeto e/ou telefone de contato.

8. Contatos

Este ano teremos a participação em grupos no Whatsapp. Os grupos são divididos por dia e período. O celular de contato deverá ser o do professor. É importante uma conta nesse aplicativo para agilizar troca de informações entre a equipe de organização do Núcleo de Educomunicação.

 Organização da cobertura – Carlos Lima 97212-4147 (Vivo Whatsapp)